Lava Jato compromete a Segurança Nacional

Fernando Rosa

Os últimos acontecimentos envolvendo as delações e “acordos internacionais” da Operação Lava Jato tornados públicos por autoridades norte-americanas escancararam o seu caráter colaboracionista – desde a origem das atividades da “força-tarefa”. Os novos fatos confirmam o que já era evidente, ou seja, que o objetivo da Operação Lava Jato nunca foi “combater” a corrupção, mas sim prestar-se a atacar e destruir setores industriais, a defesa nacional e as principais lideranças políticas do país.

A última ação contra a soberania e a segurança nacional é o acordo “autorizado” pelo Enclave de Curitiba que permite ao Departamento de Justiça dos Estados Unidos “fiscalizar” as atividades das empresas Odebrecht e Brasken, por três anos. A permissão é uma porta aberta para a espionagem dos segredos da defesa nacional, uma vez que a empresa Odebrecht é a cabeça do consórcio responsável pela construção do submarino nuclear brasileiro.

Por sua vez, o vice-presidente do Novo Banco de Desenvolvimento do BRICS, sediado em Xangai, na China, Paulo Nogueira Batista Jr., alertou nesta semana que, diante da crise atual, “criou-se um terreno fértil para a intervenção estrangeira”, em artigo publicado no jornal O Globo, no último dia 23 de dezembro. “A intervenção externa não precisa ser ostensiva — e muito menos militar. Ela toma formas mais sutis”, definiu ele.

Para o diretor do BRICS, “com o enfraquecimento dos governos e a crise econômica, fica mais fácil para investidores de outros países, não raro com apoio estratégico de seus governos, aterrissar no Brasil e comprar empresas, terras e outros ativos brasileiros sem controle ou restrições — e na bacia das almas”. “O Brasil está à venda, em liquidação? Quem protege os nossos interesses? Quem nos representa no plano internacional?”, questionou ele.

A agenda de colaboração do “Estado paralelo” já estava a pleno vapor em 2015, quando o Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, encontrou-se com Leslie Caldwell, procuradora-adjunta da Divisão Criminal do Departamento de Justiça dos EUA. Até ser indicada ao cargo pelo presidente Obama, em 2014, Leslie Caldwell havia sido sócia do escritório Morgan Lewis de Nova York, especializado em contenciosos no setor de energia, especialmente nuclear.

Na sequência do encontro nos Estados Unidos, a Operação Lava Jato desviou do alvo central, a Petrobras, e apontou para a Eletronuclear, deflagrando a “Operação Radioatividade”, com objetivo de investigar suspeitas na área nuclear. Em 2 de abril de 2015, dois meses após a visita de Janot aos EUA, o almirante Othon Luiz Pereira da Silva foi denunciado, preso e condenado a 43 anos de prisão – na prática, prisão perpétua, considerando a idade avançada do militar.

A ação obscura e contrária aos interesses nacionais tornou-se ainda mais evidente a partir da intervenção dos advogados do ex-presidente Lula nas audiências em Curitiba, levantando suspeitas de que a força-tarefa da Operação Lava Jato estaria colaborando em caráter não formalizado com o governo dos EUA. Flagrada a operação, o juiz Sérgio Moro tentou impedir que os delatores confessassem a relação com as autoridades norte-americanas.

“A revelação feita em audiência de que o Ministério Público Federal estaria trabalhando junto com autoridades americanas parece não estar de acordo com o tratado que o Brasil firmou em 2001 com os EUA que coloca o Ministério da Justiça como autoridade central para tratar esse tipo de questão”, alertou o advogado Cristiano Zanin. Diante do flagrante, na época, o MPF informou que o assunto em questão era “sigiloso” e que não se manifestaria, enquanto o Ministério da Justiça não se pronunciou.

O golpe de Estado ainda em curso demonstra passo a passo que, mesmo sem bombardeios ou a presença de “mariners” invasores, o Estado brasileiro está sob ataque de uma “guerra assimétrica” imperialista, confirmando as palavras do diretor do BRICS. Estamos sofrendo um assalto ao Orçamento da União e às riquezas nacionais, incluindo empresas e mercados, patrocinado pelo sistema financeiro em aliança com os representantes do rentismo predatório e entreguista nacional.

Neste momento, o “bombardeio” do comando maior da mídia corrupta, em especial a Rede Globo, se volta contra o ex-presidente Lula para tentar consolidar o golpe no primeiro semestre de 2017. Sem provas, tentam valer-se da Justiça de um país forâneo para inabilitar eleitoralmente, ou prender um cidadão brasileiro, agravando ainda mais o papel antinacional da Operação Lava Jato e seus agentes capturados por interesses externos.

Nessa hora, é bom lembrar que a Lei nº 7.170, de 14 de dezembro de 1983, “define os crimes contra a segurança nacional, a ordem política e social, estabelece seu processo e julgamento e dá outras providências”. A mesma lei, no artigo 8º prevê como crime “entrar em entendimento ou negociação com governo ou grupo estrangeiro, ou seus agentes, para provocar guerra ou atos de hostilidade contra o Brasil”.

Já em seu artigo 13º, a Lei nº 7.170 especifica os tipos de crimes, como “comunicar, entregar ou permitir a comunicação ou a entrega, a governo ou grupo estrangeiro, ou a organização ou grupo de existência ilegal, de dados, documentos ou cópias de documentos, planos, códigos, cifras ou assuntos que, no interesse do Estado brasileiro, são classificados como sigilosos”. As penas de reclusão vão de 3 a 15 anos.

A guerra geopolítica internacional é intensa e, mesmo que as lideranças politicas brasileiras façam vistas grossas, o Brasil foi atraído para o centro da batalha, em especial, para afastá-lo da aliança do BRICS. Identificar e denunciar o verdadeiro inimigo, o inimigo de fato, é decisivo para mobilizar não apenas as lideranças políticas, mas todos os setores nacionais, em especial os militares, para defender a Nação ameaçada.

lista-forcas-armadas-20120615-05-original-e1470659523170

Anúncios

2 comentários em “Lava Jato compromete a Segurança Nacional

  1. O que compromete a segurança nacional, é a quantidade de ladrões no congresso. O dia em eles não forem reeleitos, dando chance a pessoas honestas, esse risco desaparece.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s